terça-feira, 27 de julho de 2010

O mundo é um Moinho



Ainda é cedo, amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar
Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és
Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinho.
Vai reduzir as ilusões a pó
Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavaste com os teus pés

Cartola

1 comentário:

Gisele ( ou Giiihh... ) disse...

Oi flor do dia....gostei do seu blog, gosto de gente assim...que diz o que pensa. Vou seguir-te. tenho um blog tbm...onde posto textos, frases e poesias minhas que demonstram tbm minha impressão do mundo...chama-se Poe de Quê (se quiser fazer uma visita... http://poedeque.blogspot.com)
Um abraço. Gisele

Seguidores